Rio de Janeiro, 1ª quinzena de novembro de 2017

 

Tom 90 anos
 

Se vivo fosse, o maestro Tom Jobim teria completado 90 anos de idade, no dia 25 de janeiro deste ano. E para celebrar a data o Sesi Cultural e o Instituto Antonio Carlos Jobim promovem a exposição “Tom 90 anos” no foyer do teatro SESI Centro.

A mostra apresenta em ordem cronológica a biografia e a discografia do compositor através de fotos, documentos, manuscritos com letras de música, capas de discos e material levantado de seu acervo. O teatro Sesi-Centro fica na Avenida Graça Aranha, 1 e a exposição fica aberta ao publico, de 2ª a 5ª feira das 10h as 19h. Entrada franca

 

Antonio Ton apresenta exposição “Natura Urbana” e ministra oficinas gratuitas para crianças das escolas públicas da região, no Galpão das Artes Helio Pellegrino, Gávea.

Na Galeria II do Galpão das Artes Urbanas Helio G. Pellegrino, da Comlurb, espaço alternativo para novos conceitos, o artista do grafite e designer Antonio Rey Vieira, o Antonio Ton, apresenta a exposição “Natureza Urbana”, usando o micro lixo como material básico para seus trabalhos, e consequente valorização dos descartes. Para ele, “nada é lixo”. Além da mostra, Ton vai ministrar oficinais gratuitas para as crianças de escolas públicas, como uma espécie de contrapartida. A iniciativa, segundo o Galpão das Artes, vai atrair, principalmente, estudantes da região. A mostra que inaugurou no dia 26/10, poderá ser visitada até 23 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Entrada franca.

 
Bibi Ferreira em dose dupla no Leblon.
 

Após comemorar 75 anos de carreira, a grande dama do teatro e da música brasileira Bibi Ferreira subirá ao palco do Teatro Oi Casa Grande no próximo dia 11 de novembro para estrear seu mais novo espetáculo “Por Toda Minha Vida”.

Neste trabalho, Bibi retorna ao cancioneiro brasileiro, matando a saudades das nossas grandes canções e celebrando vários encontros que teve durante sua carreira. Uma grande homenagem aos amigos e artistas próximos. A ideia de retornar ao cancioneiro brasileiro surgiu justamente durante o período de comemorações do jubileu de diamante, onde muito se falou, mostrou e se perguntou sobre os 75 anos de carreira da artista.

Na cabeça de Bibi, um grande passeio pela carreia. Lembrou-se de muitos momentos, de diversas passagens e percebeu que teve, em toda sua vida, pessoas muito especiais, cuidadosas e interessadas, sempre destacando a importância dos seus pais. São novas e velhas histórias. São novas e velhas canções. E foi lembrando nessas pessoas que Bibi criou a estrada que conduz seu novo espetáculo.

     

Nas canções, encontramos lembranças de Noel Rosa, Carmem Miranda, Dolores Duran, Maysa, Eliseth Cardoso, Clara Nunes, Araci de Almeida, Dalva de Oliveira, Nora Ney, Tom Jobim, Milton Nascimento, Nara Leão, Elis Regina e Maria Bethânia, entre outros nomes. Nas histórias, vamos ouvir falar de Procópio e Dona Aída Izquierdo, pais de Bibi, claro, por considerar os grandes responsáveis por ter se tornado quem ela é, mas também vamos ouvir falar, além dos artistas já citados acima, de Dorival Caymmi, da Rua da Quitanda, de Carmen Santos, Marília Batista, Isaurinha Garcia, bossa nova, Gianni Rato, Flávio Rangel, Paulo Pontes, Silvia Teles, Antonio Maria, Menescal e Boscoli, Angela Maria, Oduvaldo Viana Fialho, Augusto Boal, Edu Lobo, Vinicius de Moraes, e assim vai, por toda sua vida.

Logo no inicio do ano que completará 96 anos de idade, Bibi será homenageada no espetáculo "Bibi, Uma Vida em Musical", com direção de Tadeu Aguiar, texto de Luanna Guimarães e Arthur Xexéo e trará as histórias e canções dessa artista fantástica. Dessa vez, Bibi será vivida no palco do Oi Casa Grande pela atriz Amanda Costa que já protagonizou “My Fair Lady”, “Vingança – O Musical”, “O Primeiro Musical A Gente Nunca Esquece”.  Não dá pra perder!!!

     
Que tal misturar os Beatles com o Clube da Esquina?

É essa a proposta do show “Para Lennon & McCartney: os Beatles e o Clube da Esquina”, com direção de Sérgio Sansão, roteiro de Deco Fiori,direção musical de Eduardo Braga, arranjos de Dudi Baratz, Jefferson Vieira (bateria), João Ferreira Freire (guitarra) e Lourival Franco (teclados). Apaixonados pelas eternas canções dos Beatles e do Clube da Esquina, o show além do repertório de
canções como ‘Yesterday’, ‘Nowhere Man’, ‘All You Need Is Love’, ‘Blackbird’, ‘Mother Nature’s Son’, ‘While My Guitar Gently Weeps’, ‘Something’, ‘The End’, ‘Clube da Esquina’, ‘Cais’, ‘Feira Moderna’, ‘O Trem Azul’, ‘Paisagem da Janela’, ‘Roupa Nova’, ‘Nada Será Como Antes’, ‘Um Girassol da Cor do Seu Cabelo’, ‘Nascente’, ‘Maria, Maria’, entre outros sucessos, traz depoimentos, imagens, causos e histórias envolvendo os homenageados de Liverpool e das Gerais. O show revela a conexão entre a música do Clube da Esquina e os Beatles. A influência dos Fab Four na obra de Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta, Flavio Venturini e outros é direta e marcante. Entre as várias regravações, temas, trechos e títulos, é de saltar aos ouvidos a quantidade de citações melódicas e harmônicas presentes no cancioneiro dos talentosos mineiros que, sem perder a originalidade, fazem coro, se inspiram e rendem homenagens às geniais criações de John, Paul, George e Ringo. O espetáculo ficará em cartaz no Teatro Café Pequeno, no Leblon, do dia 03 a 26/11, de 6ª feira a domingo às 20h.

 

Edy Star lança seu novo Cd ‘Cabaré Star’ com participações especiais de Caetano Veloso e Ney Matogrosso.

Eu Icone do glam rock no Brasil, Edy Star lança “Cabaré Star”, 44 anos após seu primeiro e único álbum solo, o histórico “Sweet Edy” (Som Livre, 1974). Antes, em 1971, Edy tinha gravado, em parceria com Miriam Batucada, Raul Seixas e Sérgio Sampaio, “Sociedade da Grã-Ordem Kavernista apresenta Sessão das 10”, álbum experimental ignorado na época, que hoje vale ouro e é disputado a tapa por colecionadores. "Cabaré Sta" com produção e direção de Zeca Baleiro e participações especialíssimas de Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Angela Maria, Felipe Catto, o próprio Zeca Baleiro, e de Emílio Santiago e Raul Seixas já está nas plataformas digitais e em edição física nas melhores lojas de discos. Eu quero o meu e você, não?!

 
Quem disse que o Eduardo Sterblitch não tem um Talk Show?
 

Mais conhecido pela sua participação no Programa Pânico na TV, mais recentemente do reality ‘Pop Star” da rede Globo, Eduardo Sterblicht aproveita que os talkshows estão em alta entre os humoristas e transforma o palco em seu auditório. Do seu jeito, por conta própria, onde os entrevistados estão na platéia e a grande atração da noite é o público, Sterblitch se diverte com o gênero corrente na tv. Em uma estrutura básica que se adapta completamente a cada lugar, faz com que o personagem principal da noite seja a cidade, representada pela plateia. Assim como é comum nesses programas, ele ainda conta com uma super banda, formada tão somente por Eduardo Capello. Realmente, Sterblitch não tem um Talkshow, na TV, mas agora o terá no teatro Oi Casa Grande, de 09/11 a 01/12, todas as 5ª e 6ª feira às 21h.

 
E quem disse que o samba acabou?

Por mais que muitos digam que o samba acabou, shows como esse “Paulinho da Viola Encontra Marisa Monte”, no Vivo Rio, no dia 18/11, certificam que “...Só Se Foi Quando O Dia Clareou”.

 
Maria Lucia Priolli em “Bossa Tropical"

A atriz e cantora Maria Lucia Priolii apresentará seu show Bossa Tropical com a participação do músico Cristiano Sauma no Barthô Ipanema ( Rua Maria Quitéria 46) no dia 23/11. Ela apresentará canções de Braguinha, Dorival Caymmi, Noel Rosa, Tom Jobim, Caetano Veloso, Chico Buarque, Assis Valente, Gilberto Gil, Maysa, Wilson Moreira e Nei Lopes, ao lado dos músicos Alexandre Mmianowsky, Carlos Suka e Victor Bertrami. Em uma das canções, a que Priolli homenageia Carmen Miranda, ela veste o vestido que ganhou de sua madrinha artística, a atriz Marília Pera. Chique ela, não?

 
Divas
 

Mais uma vez as travestis Divina Valéria, Eloina dos Leopardos e Camille K lideradas pela Jane Di Castro subirão ao palco da Sala Municipal Baden Powell para apresentarem o show que inspirou o documentário de Leandra Leal, o musical “Divinas Divas”.
O show será na segunda-feira, dia 12/11 às 20h e a Sala Baden Powell fica na Av. Nossa Senhora de Copacabana,  360 - próximo ao Copacabana Pálace. Maiores informações pelo telefone 2255-1067.

 
Feira pra quem gosta de sexo no "2º SEXY FAIR"

PorImaginem o que acontece quando misturam, em um mesmo evento, debate sobre preconceito, sexualidade, valorização dos anseios femininos campanha de prevenção a DSTS + palestras com temas interessantes como ‘Prazer na 3ª Idade’, ‘Sexo oral e Delicias’, ‘Rumo ao Susexo’, ‘Sexo Anal e Delícias’, ‘Decoração e Massagem Tantrica’, ‘Casamento Aberto: Moda ou Estilo de Vida’, apresentações de stand-ups com Nizo Neto, Rey Biannchi, Felipe Absalão e Nelson Freitas + shows com Valesca Popozuda, os Mcs Sapão, Serginho, Koringa, Marcinho e Perla e a Gaiola das Popozudas + os Djs da Fanática FM, Banda Sádica, NegroSim, Remandiola + Escolas de Samba + Festas temáticas como Hallowen + Concurso Garota Sexy Fair + Shows de Pole Dance e Striptease ? Essa variedade de atrações só encontramos na 2ª Sexy Fair, o maior evento erótico do país, de 31/10 a 05/11, no Centro de Convenções Sul América, no Estácio. Mais informações em: www.feiraerotica.com

 
Bom teatro para todos os gostos!

Novembro chegou e com ele novos espetáculos prometem fazer sucesso na cena cultural carioca: “Ayrton Senna, O Musical” com Hugo Bonemer estreia no Teatro Riachuelo, no dia 10/11.  Tonico Pereira estreia seu 1º monólogo “O Julgamento de Sócrates”, no teatro Cândido Mendes no dia 03/11. Após muito sucesso em SP, estreou no ultimo fim de semana, dia 27/10, no teatro XP, o espetáculo de Tennesse Willians “Um Bonde Chamado Desejo” com Maria Luisa Mendonça e Eduardo Moscovis. Wanderléa volta em cartaz no dia 04/11, com seu musical sobre os anos “60, A Década de Arromba” no Theatro Net Rio que bombou em sua primeira temporada no RJ e em São Paulo. No mesmo teatro, reestreia no dia 18/11, o musical “Beatles Num Céu de Diamantes” do Claudio Botelho e Charles Moeller. Depois de perder todos os seus pertences – figurino e cenário – em um incêndio no Teatro Clara Nunes , em junho deste ano, a comédia “Super Moça” de Marcio Azevedo, que aborda, de forma engraçadíssima, o universo dos comissários de bordo, com a atriz Isabella Van Heck, volta em cartaz para sua 3ª temporada, agora na Casa Rio (Rua São João Batista 105, Botafogo), de 02 a 24/11, as 4ª e 5ªsf 19h. Continuam em cartaz Vera Fischer, que comemora 45 anos de carreira com o espetáculo “Doce Pássaro da Juventude”, Carlos Vereza apresenta a sua versão para “Iscariotes, a Outra Face” no Teatro Fashion Mall, Armando Babaioff e Kelzy Ecard com o elogiadíssimo “Tom na Fazenda” segue temporada no Teatro Poeira. O Teatro Leblon reabriu suas portas para Marcelo Serrado encenar “Os Vilões de Shakespeare”. No Shopping da Gávea, Monica Martelli continua lotando todas as apresentações com “Minha Vida em Marte” no Teatro das Artes, “A História de Nós 2” com Alexandra Richter e Bruno Garcia, segue temporada no Teatro Vannucci, Ary Fontoura e Ana Lucia Torre estão “Num Lago Dourado” e “Puro Ney” com Marcos Sacramento e Soraya Ravenle dividem o palco do Teatro dos Quatro, em dias alternados. No centro, um clássico de Moliere faz sucesso no Teatro Eva Herz: “O Doente Imaginário” com Elcio Romar. E, como já anunciado acima, comemorando 75 anos de carreira, a grande dama do teatro e da música brasileira Bibi Ferreira subirá ao palco do Teatro Oi Casa Grande no dia 11/11 para apresentar seu mais novo espetáculo “Por Toda Minha Vida”.

 
Até a próxima!
 
 
 

Contato com o colunista, através do e-mail:  azevedojlaa@gmail.com